Experiências reais compartilhadas

Meu pequeno guerreiro - 22/02/2010

O R. falhou no teste da orelhinha ainda na maternidade. Quando me disseram que ele tinha falhado, achávamos que o resultado ruim tinha acontecido pelo fato de ele ser tão pequeno.

Nunca tinha pensado que o meu bebê, aquele ser tão pequenininho que mal cabia em meus braços poderia ter uma perda de audição.

Depois de outros exames, chegou a notícia difícil: "mãe, os exames estão mostrando que ele tem uma perda de audição". Meu mundo caiu. Eu não sabia o que era a perda, pra mim surdo era aquele que nunca falava.

E eu não conseguia acreditar que o meu bebê não podia ouvir a minha voz. Cheguei em casa e comecei a procurar informações na internet. Juntando todas as informações que encontrei, comecei uma corrida contra o tempo pra que ele pudesse ser atendido e usar o aparelho antes dos 6 meses, porque era aquilo que diziam que era preciso pra dar tudo certo.

Tinha muito medo de não conseguir nada. Depois alguns encaminhamentos, chegamos até uma clínica especializada aonde pude encontrar o apoio e todos os atendimentos que eu sabia que eram importantes.

Algumas semanas antes de completar os seis meses o R. colocou pela primeira vez os aparelhos auditivos. Eu acho que nunca vou me esquecer daquele dia, do jeito tão rápido como ele olhou pra voz da fono, pra minha voz...dos seus olhinhos arregalados...meu deus, isso era ouvir, e eu agradeci muito a Deus por ter me ajudado a chegar até lá!

O R. continua o atendimento com a fono, consigo observar diferenças a cada dia, a cada nova sessão. As vezes eu tenho muito medo que ele não fale, ou que ele não possa ouvir mais. Parece que nossa vontade, como mãe, é de ver tudo acontecendo muito rápido, mas nem sempre é assim.

Uma coisa que me ajudou muito foi conversar com outras mãe e ver outras crianças. Eu aprendi que tudo tem a fase certa, e é importante continuar o atendimento e ajudar em casa também. Eu acredito que meu filho vai ser um grande vencedor, e logo vou poder contar aqui outras histórias de sucesso do meu pequeno guerreiro.

Depoimento de A., mãe de R atualmente com um ano.

 



Fale com um Fonoaudiólogo

 
Para os Pais Para os Professores Para Profissionais de Saúde Auditiva Conheça o Mundo de Leo